in

Como proteger sua renda pessoal através de seguros

Continua após a publicidade..

Vou começar esse artigo falando sobre alguns dos motivos pelos quais você precisa se proteger financeiramente, sabe por quê?

Porque você é o seu maior dependente financeiro.

Você é o primeiro a precisar de proteção.

Vou te fazer algumas perguntas, se você respondeu “sim” para alguma delas, então você já precisa de algum tipo de proteção:

  • Possui transporte (carro, moto, caminhão, etc.)? (mesmo que seja financiado)
  • Você mora em imóvel (próprio ou alugado)? (mesmo que seja financiado)
  • Você tem renda
  • Você tem uma ou mais pessoas que dependem financeiramente de você?
  • você está saudável (Alguém aqui pode dizer não muito, mas mesmo assim, faz sentido responder “sim”);
  • Você ainda está vivo?

Se você não respondeu sim a nenhuma das perguntas anteriores, com certeza respondeu “sim” à última pergunta, mesmo que um pouco obviamente.

Como você respondeu sim a pelo menos uma pergunta, você precisa de algum tipo de proteção financeira.

Qual a importância de proteger as relíquias culturais?

Proteção do patrimônio

Paulo Coelho disse a famosa frase: “O mundo está nas mãos daqueles que sonham grande e correm riscos para fazer acontecer”.

Nós nos esforçamos para viver uma vida mais confortável e financeiramente segura, mas o medo de algo acontecer pode impedi-lo de fazer os investimentos pelos quais você tanto trabalhou e sonhou. Esse medo é até inerente aos seres humanos.

Brené Brown nos lembra que “a vulnerabilidade é nossa medida mais precisa de coragem” — e isso é natural, já que o medo está associado ao risco de roubo, incêndio ou desastre. Ninguém sabe o que vai acontecer amanhã, mas você pode se proteger para poder usufruir do seu patrimônio sem muito medo e insegurança.

O que é Seguro Patrimonial?

A proteção de ativos oferece tranquilidade para que você saiba que seus ativos estão protegidos. É também uma forma de proteger seu fluxo de renda e manter seu negócio ativo.

Ao considerar a gestão de riscos, o seguro permite a transferência da ameaça de perda ou dano patrimonial para a seguradora, até mesmo para terceiros. Por sua vez, esta seguradora assume o risco em troca de prêmios.

É com o acúmulo de riscos não realizados que as seguradoras podem cobrir os prejuízos sofridos pelo segurado em caso de sinistro por meio das provisões acumuladas na contratação dos serviços.

Portanto, proteger ativos por meio de seguros patrimoniais é uma forma de compartilhar perdas por meio da agregação de riscos. Por exemplo, o valor pago pelo seguro contra incêndio residencial ou pelo seguro contra roubo da empresa geralmente é muito menor do que os possíveis prejuízos.

É claro que, ao investir em um seguro patrimonial, ninguém assume que o pior realmente acontecerá. Mas tomar precauções pode ajudar a garantir investimentos mais altos e até compras com tranquilidade.

Quais são os tipos de proteção patrimonial?

Existem dois grupos de seguros de propriedade.

Bens físicos

O seguro de propriedade para ativos tangíveis protege a propriedade contra explosões, raios e incêndios. Estas são chamadas de proteções básicas porque são obrigatórias. Cobertura adicional contra uma série de eventos naturais, roubo e furto, etc. também pode ser adicionada.

Responsabilidade civil

O seguro de responsabilidade civil patrimonial protege o segurado contra danos corporais ou materiais causados ​​a terceiros. Por exemplo, ele garante indenização por danos corporais ou materiais acidentais ao segurado.

É importante lembrar que a cobertura não é rígida – a cobertura da propriedade pode ser expandida com complementos que aumentam a cobertura. É o caso dos orçamentos de assistência 24 horas, reparações e serviços de reparação.

Quais são as vantagens do seguro patrimonial?

A ideia de perder ou ver os bens em que você trabalha, economiza e investe se deteriorar pode manter muitas pessoas acordadas à noite. Isso é natural. Nesse caso, saber que investir em segurança traz tranquilidade é uma grande vantagem do seguro patrimonial.

Segundo pesquisa do Sebrae, 36 em cada 100 brasileiros adultos exercem algum tipo de atividade empreendedora. Ou seja, em 2017, 50 milhões de pessoas tiveram sua renda vinculada ao trabalho. A maioria delas são pequenas e microempresas, que podem contar com a proteção da produção do seguro patrimonial, o que as deixa mais tranquilas.

Se você está gostando desse post, também vai gostar desse: Como educar-se sobre finanças pessoais

No âmbito da cobertura patrimonial, encontram-se empresas, apartamentos, hotéis e títulos bancários, etc. Essa é uma alternativa que garante que seu negócio não pare, mesmo em imprevistos. Porém, não são apenas os empresários que se beneficiam do seguro patrimonial. Em caso de acidente, os custos fixos podem ser convertidos na prevenção de danos materiais.

Seguro de propriedade:

  • Reduzir o risco de elevados custos pós-acidente;
  • É uma medida de precaução e proteção;
  • Permite assistência para mitigar danos graves;
  • Ajude a pagar a compensação.

Lembre-se que as especificidades do seguro patrimonial estão anotadas na apólice e devem ser verificadas antes da contratação.

Em suma, analise se a seguradora atende às suas necessidades, tem uma boa reputação e uma estrutura robusta para atender sua base de clientes e cumprir suas obrigações.

Depois de ler este artigo, você estará pronto para proteger os ativos de sua empresa e de sua casa. Não guarde para depois!

Além da proteção patrimonial, é importante incluir o seguro de vida em seu planejamento financeiro para sua tranquilidade.

Gostou do post? Então compartilha nas redes sociais e assina nossa newsletter para receber os melhores conteúdos sobre gestão e tecnologia na caixa de entrada do seu e-mail.

Continua após a publicidade..

Post desenvolvido por : Redação da Sublime Finanças

Continua após a publicidade..

Como educar-se sobre finanças pessoais

Como investir seu dinheiro pessoalmente